Amiga, assim não dá pra te defender!!! 2 anos de A Fazenda


Dia 23 de junho de 2013, estava yo, esta que vos fala, morrendo de calor dentro do carro que me levou pro hangar onde eu encontrara os outros participantes da Fazenda.
Pensando que estava entrando em mais um "trabalho de tv" da vida e fazendo uma grana. Mal sabia eu, que esta experiência iria mudar minha vida profundamente.
Quando aceitei participar, não sabia nada de mim, estava realmente muito fora dos meu objetivos e fora no meu verdadeiro rumo.
As vezes alguns acontecimentos nos tiram do nosso rumo, escolhas equivocadas, valores equivocados, influências equivocadas, relacionamentos tóxicos...
Quando entrei lá, foi justamente isso que estava questionando... estava questionando tudo!!!!

Deixa eu te contar:
 Fui convidada pra participar da primeira Fazenda, não topei. 
Porquê? Porque achava o programa ruim e não era o estilo de coisa que eu imagina fazer, sempre fiz Tv, mas eram coisas educacionais, esportes, infantis e até sobre ciências.
A Fazenda, não era bem o lance... 
É... é verdade... eu nunca tinha nem assistido A Fazenda, antes de ter participado, realmente prefiro administrar meu tempo, que acho pouco, para as coisas que realmente acho relevantes para mim, este tipo de conteúdo não fazia (e não faz) parte das coisas que eu gosto de ver, de verdade.
Após ter participado, muita coisa mudou, inclusive minha visão sobre este tipo de conteúdo.
Porque, depois de não ter topado a primeira, você foi na 6? 
Porquê precisava de grana $$$$$$

Antes da Fazenda minha vida se resumia a ficar em casa, dormindo.
Fiquei uns 6 meses assim e do nada recebi o convite para entrar no projeto. 
Desde a primeira fazenda até a que fui convidada, minha vida deu varias voltas (casamento abusivo, relações tóxicas desde a infância e assim criando um hábito de atrair pessoas assim, auto estima inexistente) e acabei prostrada no meu sofá, com quase 17 kilos a menos, sem animo e pior: Estava tão perdida que nem sabia o que eu tinha. Muita gente, levianamente tentou me diagnosticar, mas realmente, nunca ninguém me mandou procurar um médico.
Ouvi de tudo, que era folgada, preguiçosa, drogada, sensível... mas nunca, ninguém, virou e disse: será que você não esta com depressão ou algo do tipo?
Bom... isso é outra estória, mas só pra dizer que antes de entrar no "circo manicômio" estava prostrada.

Ficar confinada no hotel foi moleza! Até porque, só dormia na minha casa e ainda tinha que lembrar de beber água, lá no hotel, eu recebia uma bandeja de comida em todas as refeições, quer saber: já estava no lucro.
Lá dentro, eu percebi o quanto estava sozinha, na minha vida, porque ali naquele hotel, confinada, recebendo uma bandeja de comida 3 ou 4 vezes por dia, não me recordo, tinha tido mais contato com pessoas do que fora do confinamento.
Foi bem estranho sacar isso.
Quando entrei confinada, ai saquei um milhão de coisas, e todas as respostas pra tudo que eu fiquei perguntando nos últimos 7 ou 8 anos foram respondidos.

Percebi que eu não me via através dos meus olhos, estava me vendo através dos olhos de outras pessoas, de outras circunstâncias.
Estava tão cega tentando fazer tudo dentro das conformidades dos valores e das moralidades que esqueci que é bonito ser fútil de vez em quando e quase nada tem problema, só a mentira e a inveja realmente devem ser condenados, pois demonstram muito do caráter.
Aprendi que a vida esta cada dia mais de plástico e que uma simples horta pode levar o papo mais agradável e saudável ever!

Aprendi que minha intuição é ótima e que sei ver Deus no coração de quem tem.
Aprendi a ser amiga e mesmo assim, não concordar com o amiguinho, não poder defender, mas não sair do lado dele. isso é lealdade!


Aprendi que o amor pode vir de longe e de gente que você nunca viu pessoalmente e que o recalque e a inveja podem vir de muito mais perto do que você imagina.
Aprendi que não é um rótulo que liga uma pessoa a outra e sim o laço que elas tem.

Aprendi e vi, a manipulação do jogo, das massas, do povo, dos fatos, das pessoas, das palavras... aprendi que algumas pessoas não se importam com nada e nem com ninguém apenas com seus próprios objetivos. Vi a falsidade, conveniência, manipulação, meritocracia, a ostentação, o vazio das relações, vi o medo.

Aprendi que meu Ego não precisa da aprovação de ninguém para estar bem, pois não é ele que define quem eu sou, e sim meu objetivo de ser verdadeiramente suficiente e boa para mim, estar feliz e satisfeita comigo, pelos crivos que eu acredito.
Ser alguém que eu realmente goste e não algo que alguém deseja ver.

E de tudo isso, o saldo é muito positivo:
Curei minha depressão e mudei meu estilo de vida, consequentemente, mudei o tipo de pessoa que atraio na minha vida, sendo assim também as circunstâncias e acontecimentos.
Comecei a me cuidar mais e a gostar mais de mim.
Limpei minha vida! Estudei e aprendi técnicas de limpeza energética e mental, conheci muita gente incrível. Me desenvolvi e evolui muito como pessoa e nem em todos os anos de terapia consegui tanto resultado. 
Aprendi que seu terapeuta pode ser muito mais perdido do que você e que ele pode ser a pessoa menos indicada para te ajudar e que na verdade, muitas vezes, ele só atrapalha.

Ganhei de presente o melhor de tudo: Amor verdadeiro em milhões de mensagens e emails com palavras de apoio e textos edificantes que realmente fizeram a diferença.
Recebi parceria e companheirismo de pessoas que não me conheciam e se motivaram a escrever pra mim, dando uma energia muito curativa e regeneradora.
Recebi orações, de todas as crenças e línguas, de todas as formas, obrigada a todos que rezaram por mim e a todos os pastores, padres, monges, pai de santo, benzedeiras, mediuns, índios, curandeiros que intercederam com vibe positiva por mim, todos são a representação de uma única forca criadora muito conhecida pelo nome de Deus. 
Quero agradecer a Deus, ao universo, ao vórtex, não sei, a essa energia criadora que mantém e sustenta essa Matrix que é a vida por escrever, dessa maneira tão peculiar, uma estória mesmo que "tortuosa" iluminada e bonita.
Quero agradecer aos grupos, fãs clubes, fandons e todos que mandaram as good vibes pra mim e que entraram na minha vida somando.
Aos Billys, meus phoilios na internet, moãe bainha nunca esquece vocês <3

E quero agradecer a você, que acompanha o blog e viu todas as fases dele, sabe que teve uma época bacana, que eu postava muitãooooo e depois mudou tudo (época da deprê) e não postava nada, agora postarei de novo e te agradeço, por não teres desistido de mim, muita gratidão.
Escrevi este post, porque não é todo dia que a gente faz aniversário de reality show HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Fiquei duas semanas que mudaram minha vida pra sempre! mas acho que mesmo com 18 dias, consegui dar uma contribuição bacana, vai?
AGITASSAUM EH COMIGO MESMO! 


Minha contribuição para os mundo dos reality atravessando as fronteira do Brasil e indo parar no Novo Black laranja <3
(Orange is the new Black)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



Eu +@luschievano e o Theo Becker :)

Memezinho da internê (imagem salva do Google images)